JAPURÁ – AM – Paróquia Nossa Senhora Aparecida

Prelazia de Tefé – AM – Norte I CNBB

O Reino do céu assemelha-se à semente semeada no campo!

Deixe um comentário

LITURGIA – 16º DOMINGO COMUM. 20.07.2014.

1.Acolhida.

Jesus dá continuidade à sua Catequese a respeito do Reino do Céu, presente no mundo onde crescem juntos o Bem e o Mal. Deus não tem pressa de fazer justiça eliminando os maus e promovendo os bons. Ele éum Deus de piedade, cheio de compaixão, lento para a cólera e cheio de amor, um Deus fiel”.(Salmo).

Nós somos apressados, prontos para a julgamento e alegres na condenação dos máus! Mas,“os maus existem no mundo ou para que se convertam, ou para que por eles os bons exercitem a paciência”(Sto Agostinho).

2.Palavra de Deus.

   Sab 12,13.16-19 –  O Povo de Israel vive no meio de pagãos e deve imitar o comportamento de Deus que, embora poderoso, age com paciência junto ao povo pagão, tratado-o com brandura. Deus não usa o poder para castigar, mas revela sua paciência e seu perdão  paraconquistar!

Rm 8,26-27 – Os cristãos viviam no meio da confusão pagã e não sabiam como agir de maneira correta; por isso, Paulo recomenda-lhes invocar o Espírito Santo a fim de descobrir os caminhos certos da ação pastoral e da vida cristã.

Mt 13,24-43 – Os cristãos da Igreja primitiva, composta de pobres, de escravos e de analfabetos, precisava ser instruidos a respeito da ação do Reino de Deus. Jesus o compara a sementes de trigo, semeada no campo, a fermento, misturado com farinha e a um grãos de mostarda, perdido na terra. Qual seria mesmo o ensinamento de Jesus?

3.Reflexão.

  • Bem e Mal convivem no mundo real, e o Mal parece levar a melhor! Como bons operários, gostaríamos de colaborar com a limpeza pública eliminado os maus para  deixar os bons viver em paz! Gostaríamos de antecipar o julgamento de Deus, mas Ele é paciente e compassivo; quer dar a todos oportunidade de conversão e de salvação. Deus não usa de seu poder para condenar; por isso, Ele paciente e quer salvar.
  • Mas a paciência divina,também, tem seus limites: no “Fim dos Tempos”, os anjos de Deus farão a separação do joio e do trigo,este destinado para o pão, que alimenta, e aquele para o fogo que devora tudo! O “jeitinho de Deus” é para este tempo; no Final dos Tempos sobra o fogo eterno! O jeitinho existe para o “mensalão brasileiro”, não para o Reino de Deus!
  • O importante é que o trigo não deixe de crescer de acordo com sua natureza; embora prejudicado pela presença do joio! Não deixemos de praticar o bem, porqaue a “grande maioria” se especializa na prática da corrupção, no consumo da droga e da violência, no latrocínio e na infidelidade. Precisamos ser trigo até o fim, mesmo no meio do joio! O trigo, a mostarda e o fermento não se deixam corromper.Cumprem sua missão até o fim!

“Então os justos brilharão como o sol no Reino do Pai!”

Frei Carlos Zagonel.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s