JAPURÁ – AM – Paróquia Nossa Senhora Aparecida

Prelazia de Tefé – AM – Norte I CNBB

Sede santos porque eu, vosso Deus, sou santo!

Deixe um comentário

LITURGIA – 7º DOMINGO COMUM

23.02.2014.

“Sede santos porque eu, vosso Deus, sou santo!”

1.Introdução.

   A celebração dominical da Eucaristia é importante para a vida cristã: Jesus se revela como Mestre, Caminho e, ao mesmo tempo, Pão que alimenta e cura nossas debilidades. Jesus é mestre que ensina, médico que cura e alimenta. Nós precisamos tanto de Jesus!

Muitos desejariam que o Papa Francisco abolice algumas leis exigentes da Moral cristã; pelo contrário, como Jesus, ele nos desafia a crescer e amadurecer na fé e vivência cristã! Ele nos repete o dito de Jesus: “Eu não vim abolir a Lei, mas dar-lhe aperfeiçoamento!”  O desafio é superar a mediocridade do servo e atingir o heroísmo do verdadeiro discípulo.

2.Palavra de Deus.

   Lv 19,1-2.17-18 – O Povo de Israel precisava superar os conflitos tribais, as vinganças pessoais por ofensas recebida; enfim, devia ser perfeito  e santo com Deus! Superar o “instinto animal” da luta pela sobrevivência e criar laços de amizade que constroem a comunidade.

1Co  3,16-23 –  A Comunidade de Corinto acreditou em Jesus, mas vivia como pagã, no meio de conflitos partidários. Não se dava conta que tinha recebido uma vida nova  onde Jesus  é tudo para todos. Eram cristãos, mas viviam como pagãos!

Mt 5,38-48 – Quem segue os ensinamentos de Jesus precisa superar a lei antiga do “acerto de contas” ,o enfrentamento judicial e a resistência aos poderosos (exercitos). Jesus prescreve o comportamento do Pai celeste que faz nascer o sol sobre justos e injustos! Deus  faz o bem a todos e sempre!

3.Reflexão.

  • Livro do Levítico contem os “Preceitos da Santidade” para o Povo de Israel. Ele devia ser santo. Não fora suficiente sair da escravidão do Egito; Deus queria  um povo santo, fraterno, solidário e livre dos vícios do Faraó e de seus  seguidores. Ele era  o “Povo de Deus” e precisava imitar o comportamento do próprio Deus: “Sede santos, porque eu, vosso Deus, sou santo!” Ele não é mais escravo de Faraó, mas é Povo de Deus! Para os cristãos vale o princípio: “Sede perfeitos como vosso Pai celeste é perfeito!
  • A Comunidade de Corinto”, agora, é templo do Deus vivo, por isso, não pode mais praticar os conflitos próprios dos pagãos: brigas, divisão partidarista (partido)(“eu sou de Paulo, sou de Cefas, sou do Cursilho”, “do RCC”, “do Segue-me… Isto é paganismo! Agora, todos vós sois de Cristo e Cristo é de Deus!” Em Deus não existem partidos, mas comunhão! Uma comunidade com conflitos partidários  não é cristã! Quanto mais Jesus for o Senhor para a glória de Deus Pai, toda essa coisa ruim acaba!
  • Ser cristão significa vida nova e rompimento com os costumes  pagão de corrupção, de imoralidade, de violência e divisões entre tradicionais e modernos. Pelo jeito, não evoluimos muito! Continuamos frequentando os templos do paganismo! Irmão, vida nova, somos templos  vivos de Deus!
  • O cristão não precisa ser um fraco e incapaz de se defender; ele luta por seus direitos, mas com armas pacíficas da resistência pacífica.  O comportamento verdadeiramente cristão mina, por dentro, a proposta pagã e materialista  do mundo moderno.

“Sede pefeitoscomo vosso Pai celeste é perfeito!”

Frei Carlos Zagonel.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s