JAPURÁ – AM – Paróquia Nossa Senhora Aparecida

Prelazia de Tefé – AM – Norte I CNBB

10.11.2013. “Eu sou a ressurreição e a vida, Quem crer em mim não morrerá para sempre!”

Deixe um comentário

LITURGIA – 32º DOMINGO COMUM.

1.Introdução.

   O “Ano Litúrgico” caminha para o seu final. A Igreja  alimentou-nos com a Palavra de Deus distribuída ao longo do calendário dominical, recordou-nos as verdades fundamentais de nossa fé. Hoje, ela ilumina nossa esperança de vida eterna propondo-nos a meditação sobre a ressurreição dos mortos.

Os antigos ateus diziam: “Comamos, bebamos e coroemo-nos de rosas, hoje, porque amanhã morreremos!” O cristão, porém, exclama: “Cuidemos de nosso corpo, preservando-o do pecado, porque amanhã ele vai ressuscitar!” A vida continua pelo poder de Deus!

Quem tem fé no poder de Deus, preserva seu corpo do pecado esperando uma vida nova!

 

2.Palavra de Deus.

   2Mc 7,1-14 – A verdade da ressurreição dos mortos foi revelada, aos poucos. Os jovens macabeus enfrentaram a morte violenta na esperança de uma vida restituída pelo poder de Deus: “De Deus recebi estes membros (…) não tenho medo de perdê-los, pois espero recebê-los de novo!”

2Ts 2,15.3,5 – Paulo alegra-se pelo bom comportamento da Comunidade de Tessalônica. Ela se deixava conduzir por suas diretrizes e orientações.

Lc 20,27-38 – Jesus revela o poder que Deus tem de ressuscitar os mortos. Ele não criou o mundo para ser um cemitério de mortos, mas de vivos e transformados à imagem de Jesus ressuscitado: Nosso Deus não é deus dos mortos, mas Deus dos vivos glorificados.

 

3.Reflexão.

  • Deus revelou sua Palavra e seu Plano de Salvação aos poucos, na medida em que os homens podiam entendê-los. A Bíblia não desceu do céu,  pronta, encadernada e com zíper! Ela foi revelada aos poucos. Assim, a verdade sobre a ressurreição dos mortos, revelada aos poucos, completou-se com a morte e ressurreição de Jesus!   Jesus é o modelo de nossa própria história!
  • Os judeus foram perseguidos por sua fé na ressurreição dos mortos. Os próprios gregos acreditavam na imortalidade do espírito, mas o corpo serviria, apenas, de alimento para os vermes! O Povo de Israel esperava a glorificação do corpo e do espírito; o corpo atormentado e destruído pelos poderosos não poderia ficar sem recompensa! “Felizes os que morrem pela mão dos homens, conservando em Deus a esperança de serem ressuscitados por Ele”.
  • Os antigos poderosos atormentavam o corpo dos pobres degolando, queimando, esfolando o corpo (tirando a pele) dos que tinham fé. Hoje, os poderosos matam pela fome, pelo desamparo, pela privação da saúde, pelo comércio da morte (droga), pela humilhação da exploração sexual, etc. Mas Deus restituirá a vida aos corpos mortais de quem conserva sua fé no poder e no amor de Deus!
  • Os saduceus (judeus ricos e amigos dos romanos) não acreditavam na ressurreição dos mortos. Questionaram Jesus com a Palavra da Bíblia, mas Jesus demonstrou como o Deus da Bíblia não é o “deus dos ricos e dos mortos empanturrados com as riquezas mal adquiridas, mas  é o Deus dos vivos, dos que vivem pelo poder de Deus!
  • Jesus deixou-nos as coordenadas da ressurreição: Ressuscitaremos pelo poder de Deus e seremos semelhantes a Ele, cheios de luz e vida! Nosso corpo, também, será transformado como Ele mesmo foi transformado pelo poder do Espírito Santo..

“Eu sou a Ressurreição e a Vida!”

Frei Carlos Zagonel

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s