JAPURÁ – AM – Paróquia Nossa Senhora Aparecida

Prelazia de Tefé – AM – Norte I CNBB

Boletim especial em vista da saída do Bispo Dom Sergio da Prelazia de Tefé e sua nova missão na Arquidiocese de Manaus.

Deixe um comentário

PRELAZIA DE TEFÉ  COORDENAÇÃO DE PASTORAL

Rua: Getúlio Vargas, 167  69.470-000 – Tefé/AM

Fone: (97) 3343 – 2663

E-mail: prelaziadetefecoordenacao@yahoo.com.br

Estimados Irmãos e Irmãs!

Tenho a alegria partilhar o boletim especial em vista da saída do Bispo Dom Sergio da Prelazia de Tefé e sua nova missão na Arquidiocese de Manaus.
Minha saudação fraterna!
Ir. M. Liani Postai
Prelazia de Tefé – AM

DOM SERGIO EDUARDO CASTRIANI, BISPO PRELADO DE TEFÉ É NOMEADO ARCEBISPO DE MANAUS

A Nunciatura Apostólica comunicou na manhã do dia 12 de dezembro 2012, dia em que a Igreja celebra Nossa Senhora de Guadalupe, padroeira da América Latina, que o papa Bento XVI nomeou como novo arcebispo de Manaus-AM, Dom Sergio Eduardo Castriani, transferindo-o da Prelazia de Tefé-AM.

A partir dessa realidade publicamos aqui expressões de gratidão, carinho e prece a Dom Sérgio, pelo tempo dedicado a esta Igreja.

EDITORIAL

   Estimados Irmãos e Irmãs!

A Prelazia de Tefé está vivendo um momento especial em sua história. No dia 12 de dezembro de 2012, na festa de Nossa Senhora de Guadalupe, padroeira da América Latina, Dom Sergio Eduardo Castriani, que exerceu seu ministério episcopal durante quatorze anos e meio nesta Prelazia, foi nomeado pelo papa Bento XVI, Arcebispo da Arquidiocese de Manaus.

Este Boletim especial quer expressar a homenagem de gratidão e estima de toda a Prelazia de Tefé a Dom Sergio o qual doou a sua vida e ministério em favor desta Igreja, à qual compreende as Paróquias, comunidades urbanas, ribeirinhas, indígenas, pastorais, movimentos, fundações e pessoas físicas, padres seculares e religiosos, diáconos permanentes, irmãs e irmãos consagrados, seminaristas, amigos e amigas que caminharam junto com Dom Sergio na vivência de seu ministério ao longo destes anos.

Admiramos sua disponibilidade a dizer seu “sim” para esta nova missão. Invocamos os dons do Divino Espírito Santo sobre Dom Sergio para que possa exercer o ministério que lhe foi confiado, com as virtudes baseadas no Evangelho.

Dom Sergio, receba a nossa gratidão, as preces e o abraço fraterno de todos nós.

Pe. Pedro Schewior

Pároco da Catedral Santa Teresa – Tefé


DOM SERGIO EDUARDO CASTRIANI
ESTE BOLETIM CONTÉM PALAVRAS DE GRATIDÃO E DESPEDIDA A

EXPRESSAS PELAS PARÓQUIAS, COMUNIDADES, CLERO, VIDA RELIGIOSA,

CRISTÃOS LEIGOS, PASTORAIS, ORGANISMOS E MOVIMENTOS.

 

FAMÍLIA ESPIRITANA

Dom Sergio Eduardo Castriani, membro da Congregação do Espírito Santo e do Imaculado Coração de Maria, da Prelazia de Tefé para a Arquidiocese de Manaus.

Despedir-se é um pouco morrer, pois a pessoa querida, que vivia na nossa companhia se torna ausente e o que fica é a …saudade. Doutro lado podemos alegrar-nos também, nós, padres espiritanos, o clero, religiosos, religiosas e o povo da Prelazia de Tefé, pois o nosso bispo será Arcebispo de Manaus, a sede do Regional I da CNBB, do qual a Prelazia de Tefé faz parte. Portanto, continua fazendo parte do nosso convívio, embora um pouco distante.

Quem imaginaria em 1885, quando os primeiros padres da Congregação do Espírito Santo chegaram em Belém e no decorrer dos anos seguintes vinham subindo para mais dentro da Amazônia até Manaus, depois para Tefé e Cruzeiro do Sul, que nos tempos atuais a Congregação teria um bispo em Belém (Dom Teodoro Mendes Tavares), em Manaus (Dom Sergio Eduardo Castriani), em Cruzeiro do Sul (Dom Mosé João Ponteli) e em Humaitá (Dom Meinrad Francisco Merkel), sem nos esquecer dos dois Bispos eméritos: em Fonte Boa (Dom Mário Clemente Neto e em Cruzeiro do Sul (Dom Luis Herbst).

A presença destes nossos irmãos espiritanos, na sua função episcopal, nesta região amazônica tem tudo a ver com o Carisma da Congregação espiritana que é: “fazer-se presente em lugares e situações difíceis, no meio dos pobres, daqueles, cujas necessidades são maiores e dos oprimidos e para tarefas para as quais a Igreja dificilmente encontra obreiros”.(Regra de vida espiritana, nº 4: A nossa missão na Igreja).

Que Dom Sérgio seja iluminado e encorajado pelo Divino Espírito Santo nesta nova missão na Arquidiocese de Manaus e que o Imaculado Coração de Maria, sob cuja proteção a Congregação caminha, faça com que ele tenha, junto ao clero, os(as) religiosos(as) e o povo de Deus da arquidiocese um coração bem humano, manso e humilde, igual ao daquele que “HABITOU ENTRE NÓS” (Lema episcopal) e que veio para servir, Jesus Cristo, Nosso Senhor.

Pe. Antônio Jansen CSSp

IRMÃ RAIMUNDA ROCHA DA SILVA, FILHA DA PRELAZIA DE TEFÉ É ENVIADA

COMO MISSIONÁRIA   NAS FILIPINAS

     Neste momento histórico em que Dom Sergio Eduardo Castriani é chamado para uma nova missão na arquidiocese de Manaus, a Prelazia de Tefé se alegra com Irmã Raimunda Rocha da Silva, da Congregação das Irmãs de Santa Catarina VM, filha da Comunidade Forte das Graças, da Paróquia Nossa Senhora de Fátima de Juruá, que está sendo enviada como Missionária no país das Filipinas.

Ir. Raimunda atuou na formação de jovens para a Vida Religiosa na Província Santa Catarina em Manaus e em Novo Hamburgo – RS e agora acolheu o chamado para integrar a missão que a Congregação já tem naquele país distante.

A Igreja Missionária da Prelazia de Tefé deseja à Irmã Raimunda a Graça e a Luz de Deus e a acompanha pela oração e todo o apoio missionário! Parabéns, Irmã Raimunda, pela coragem de seu SIM em viver “COMO DEUS QUER”!

Ir. M. Liani Postai – CSC

                                                                        Prelazia de Tefé – AM

HABITOU ENTRE NÓS

E CONTINUARÁ HABITANDO EM NOSSOS CORAÇÕES

Caros amigos e amigas gostaria de expressar aqui, em nome de toda a equipe de funcionários da Prelazia de Tefé, bem como dos diáconos, meus sinceros agradecimentos a Dom Sérgio Eduardo Castriani, que desde agosto de 1998, esteve a frente da Prelazia de Tefé nos conduzindo.

Nestes anos, Dom Sérgio sempre se mostrou um pastor preocupado com o seu rebanho. Foram anos de convivência, amizade que em muitos momentos tornou-se amor filial de pai.

Dom Sérgio em seu pastoreio frente à Prelazia de Tefé sempre procurou cuidar das pessoas, esteve presente em todos os momentos da vida, sejam momentos felizes, sejam momentos de dificuldades. Gostaria de lembrar aqui um dos momentos mais difíceis que passei, por ocasião do falecimento repentino do meu pai. Dom Sérgio não se encontrava em Tefé, mas mesmo de longe, foi muito solidário, e quando retornou uma compreensão realmente de alguém que cuida dos seus.

Dom Sérgio, homem que tem o dom da Palavra, encantou-nos com suas homilias, suas reflexões nos encontros, palestras, momentos cívicos. Seu lema “Habitou entre nós”, realmente fez-se presente, aproximou a palavra de Deus à realidade da Prelazia de Tefé.  Percorreu esta Prelazia de norte a sul, de leste a oeste, foi a todos os cantos e recantos destes quase 256.000 km2. Foram muitas comunidades visitadas, lideranças formadas, sacramentos celebrados. É impossível quantificar em números todo o trabalho desenvolvido.

A nossa Igreja, tem muitas riquezas, mas a maior delas são as pessoas, sobretudo aquelas que dentro de suas limitações dão testemunho de Jesus. E nós tivemos o privilégio de conviver com alguém assim, que a meu ver é o símbolo desta riqueza da Igreja.

Além de ser um homem da Palavra, também é o homem dos pequenos, ao longo destes anos frente a Prelazia, a grande opção pastoral que fez foi pelos menos favorecidos.

Foi até as comunidades, visitou e conviveu com as pessoas, incentivou a organização da Cáritas de Tefé, com o intuito de ter um trabalho solidário organizado; incentivou e organizou o Amor exigente, objetivando o atendimento aqueles dependentes de álcool e drogas; incentivou as pastorais sociais a se organizarem melhor e cobrou delas o atendimento aos que mais necessitavam.

Não foram poucas as mães, pais, casais que procuram D. Sérgio, buscando ajuda para seus filhos, para si próprios, e sempre ele tinha algo a oferecer aos que o procuravam.

Por tudo isso, agradecemos a Deus, pela vida e pela presença de D. Sérgio entre nós. Pedimos por intercessão de Santa Teresa D’Ávila, nossa padroeira, que o Senhor, continue abençoando a vida e a caminhada de Dom Sérgio, em sua nova missão. Uma missão que irá exigir muito discernimento, dedicação e doação.

Diác. Francisco Andrade de Lima

                                                           CÁRITAS DE TEFÉ

Dom Sergio!

A CÁRITAS de Tefé quer agradecer por sua dedicação, apoio, compreensão e acima de tudo o companheirismo e a valorização do trabalho dos leigos e leigas que nesta instituição atuaram e atuam.

Com sua motivação e credibilidade, hoje a Cáritas é uma realidade que, juntamente com as Pastorais sociais atuam em prol das pessoas que mais necessitam. Se não fosse da vontade de Deus e sua vontade, Dom Sérgio, a Cáritas não seria conhecida e reconhecida nacionalmente e porque não internacionalmente?

Dom Sérgio, é tempo de sonhar e acreditar que a Cáritas e as pastorais sociais da Prelazia de Tefé ainda poderão ser melhores, que as mudanças acontecem e que fisicamente sentiremos muito sua falta, mas, temos a certeza que seu olhar de Bom Pastor para conosco será sempre sinal de grande incentivo em nossa caminhada, pessoal, pastoral e comunitária.

Estes anos de existência da Cáritas, foram de conquistas e também de desafio. Lembramos que nos encontros de Cáritas, na sua grande maioria houve muitas divergências, falta de apoio por parte de muitos. Nas nossas apresentações eram visíveis a harmonia, o apoio, a interação com nosso Bispo e também o clero local.

A Prelazia de Tefé tem seu jeito próprio de caminhar, graças a Deus e a sabedoria do nosso bom pastor em conduzir seu rebanho.

O que expressamos aqui é pouco diante do que o senhor representa e sempre representará para a Cáritas e para as Pastorais Sociais. Obrigada dom Sérgio! Que Deus continue lhe concedendo sabedoria para conduzir a Arquidiocese de Manaus e que Santa Teresa, padroeira de nossa prelazia o proteja com seu manto divino!

Francisca de Andrade Lima

CONSELHO DE PASTORAL SE REÚNE E AGRADECE A DOM SERGIO
Dom Sérgio, seu pastoreio deixou-nos um forte legado missionário. O senhor deixou-nos a marca de um pastor Missionário, que acolheu o chamado de Deus e, através de seu Lema episcopal: “Habitou entre nós”, exerceu seu ministério, em conjunto com os presbíteros, cristãos leigos e leigas, religiosos e religiosas que constituem as forças vivas, a partir dos pobres e mais necessitados, os preferidos do Senhor, inseridos nesta imensa dimensão geográfica, que é a Prelazia de Tefé.Como membros do Conselho de Pastoral da Prelazia de Tefé, queremos, em nome de toda a Prelazia expressar nossa sincera e profunda gratidão por sua vida e ministério episcopal ao longo dos 14 anos e meio nesta Prelazia.

Dom Sergio, nós reafirmamos nosso compromisso de discipulado missionário, na continuidade da missão que nos foi confiada nesta Igreja, cultivando sobretudo uma consciência de cristãos autênticos, segundo o Evangelho de Nosso Senhor.

Dom Sergio, a Igreja lhe confiou a nova missão na Arquidiocese de Manaus. O Senhor o Conduzirá com seu espirito, sua Graça e seu Amor. Conte com nossa prece, nosso apoio e nossa amizade humano-espiritual! Receba nossa saudação fraterna de irmãos e irmãs no Senhor.

                            Ir. M. Liani Postai csc – Coordenadora de Pastoral

O CONSELHO DOS LEIGOS DA PRELAZIA DE TEFÉ AGRADECE A

DOM SERGIO

Gratidão é a palavra que decifra o que sentimos. Somos agradecidos pelos anos doados de coração à Missão, a ser Missionário Pastor que guiou nossa Prelazia. Nestes anos muitas pessoas aderiram ao Projeto de Anunciar Ousadamente o Evangelho, foram tantos os encontros para planejar e executar, mas, além das atividades, foram encontros de conversas, de trocas de experiências. Gerações de jovens que se tornaram adultos ouvindo os ensinamentos e reflexões de Dom Sergio, que olha com carinho ao jovem e incentiva a lutar pelos ideais.

O povo ribeirinho se orgulha em ter um bispo que deu esta atenção especial a eles, que recebe e partilha do pouco com o irmão e acredita no potencial de liderar a conduzir a Igreja local. A Visita Pastoral foi um marco de dedicação a todos nós dos lugares mais distantes desta Prelazia tão grande.

Os Leigos, lideranças desta Prelazia de Tefé agradecem com um abraço e um muito Obrigado, pelo empenho, força e perseverança.

O verdadeiro missionário acolhe o povo que precisa de uma palavra que acalma e conduz pelo caminho do bem, a exemplo de Jesus Cristo, “mantendo os olhos fixos em Jesus”.

Dom Sergio, lhe desejamos boa sorte na nova caminhada!

Suziane da Cunha Ribeiro – representante do Conselho de Leigos

A PASTORAL PRESBITERAL  AGRADECE
    A Dom Sergio Eduardo Castriani, pastor dedicado, com gratidão!

 Estimado Dom Sergio, foram 14 anos e meio de vida intensa e partilha generosa. Entre nós chegastes não como Bispo, quisestes receber tal ministério entre aqueles aos quais serviria e muitas são as testemunhas oculares daquele 09 de agosto de 1998, dentre estas, alguns se tornaram padres, outras, religiosas, outros se casaram e constituíram famílias e outros já nos precederam na eternidade, junto de Deus.

Os trabalhos foram muitos, e exigentes: quantas assembleias e encontros de pastoral realizados em vista da indicação por onde deveríamos encaminhar a evangelização; quantas visitas pastorais às comunidades do interior e encontro com pessoas acometidas das mais diversas privações; quantos gestos recebidos de gratidão lá aonde poucos desejam ir, naquela comunidade escondida na distante curva de um rio(como um sorriso, um abraço, um canto de acolhida à beira do barranco, uma pequena sacola com macaxeira, banana, tucumã), quanta dor partilhada, lágrimas enxugadas e famílias consoladas. Eis o primeiro esteio do serviço episcopal.

Aqui não somos iniciadores de nada e tampouco “inventores da roda”, somos continuadores de uma obra que não é realizada por mãos humanas e, com esta consciência, não ousastes mudar ou decrescer nenhum daqueles importantes instrumentos necessários para a efetivação de nossa comunhão pastoral que o senhor recebeu quando da sucessão apostólica de Dom Mário: Os Conselhos de Pastoral, de presbíteros, o secretariado de Pastoral e a fundação Dom Joaquim foram incrementados e levados a termo, não sem dificuldades. Eis o segundo esteio.

Diante dos desafios, o senhor percebeu a necessidade de descentralizar os serviços, para que nos aproximássemos mais efetivamente das pessoas: isto se deu com a criação da Cáritas, das quatro Paróquias de Tefé e da Área Missionária, do Amor Exigente e outras Pastorais. De fato, ao olharmos para a herança que recebemos desde os tempos de Dom Joaquim de Lange, podemos dizer, com plena convicção, que somos, sim, uma Igreja que vive e respira, a pleno fôlego, os ares e as intuições do Concílio Vaticano II. A Formação dos Agentes de Pastoral (e aqui podemos citar a formação para Catequistas locais, dos Animadores de Setor, do Curso de Teologia Pastoral, onde o senhor mesmo ajudou a lecionar disciplinas), dos diáconos permanentes e dos futuros presbíteros foi como que a pupila de seus olhos. Não foram poucas as pessoas envolvidas, o tempo empreendido e o investimento efetivado. A liturgia e a espiritualidade constituíam o terceiro esteio da vida da Igreja local: cuidar do espaço onde celebramos os sagrados mistérios, a formação litúrgica e a realização de retiros espirituais.

Penso que neste pequeno e incompleto mosaico consegui expressar os frutos daquilo que constitui a missão do Bispo em seus três múnus: de governar, de ensinar e de santificar.

Querido Dom Sérgio, trazemos em nosso coração verdadeiros sentimentos de gratidão. Entre nós fostes aquilo que nossa Igreja é: pobre. Sim, digo pobre porque nosso povo é pobre.. Somos uma Prelazia que passa por grandes necessidades e tudo quanto desejamos realizar, precisamos contar com a solidariedade de não poucas pessoas e Instituições. O senhor é um bispo despojado, sem muitas ou nenhuma exigência pessoa de conforto, tampouco de regalias. Penso que seu Lema episcopal – “Habitou entre nós’ – que alude o mistério da encarnação ao Filho de Deus, passe por essas realidades também.

A Igreja agora lhe pede outro serviço. Deixa de ser nosso Prelado para tornar-se nosso Metropolita. Em nome dos Presbíteros desta Prelazia de Tefé, na qualidade de seu representante, desejamos ao senhor, Dom sergio, um bom, feliz e sereno governo pastoral na Arquidiocese de Manaus. Deus o acompanhe!

                                         Pe. José Cândido Cocaveli de Andrade

                          Representate dos Presbíteros da Prelazia de Tefé

                         Tefé, 1º de fevereiro Ano do Senhor 2013

 

 

AGRADECIMENTO DA VIDA RELIGIOSA DE TEFÉ

A DOM SERGIO EDUARDO CASTRIANI

A quatorze anos chegaste, Dom Sergio, para assumir a Prelazia de Tefé, como bispo prelatício. Espiritano de origem segue uma tradição já comum na Prelazia, onde os seus antecessores também eram Espiritanos, desde antes ser prelazia, num contexto de uma grande e bonita história de padres Espiritanos que são até hoje, ícones da Evangelização nestas terras. O senhor também veio respaldado pela sua experiência missionária nas terras da Amazônia, no Acre, além de ter assumido diversos serviços em nível de Província e Congregação Espiritana. O que respaldou na longa tradição Espiritana nesta Igreja Particular.

Ao fazer este relato da sua longa caminhada dos Espiritanos em Tefé e sua trajetória, Dom Sergio, queremos ressaltar as qualidades também como religioso, que contribuíram para que o senhor fosse este Pastor, tão querido pelo povo e respeitado pela Vida Religiosa local. Pois nunca deixaste de ser um fomentador da Vida Religiosa em Tefé. Reconhecendo as grandes contribuições dadas pela Vida Religiosa à Prelazia, conhecedor da história e leitor da realidade como poucos.  A sua proximidade, acolhimento e compreensão para com o povo de Deus, são algumas de suas qualidades que nos ensinam e inspiram no modo de sermos religiosos e religiosas.

Num momento de mudança, na Prelazia e na Igreja, buscou estruturar a vida diocesana da Prelazia, na fomentação da formatação de um clero local, revelando uma dimensão própria da Vida Religiosa, que é a abertura e colaboração com a vida das Igrejas locais. Serviço despojado, desapegado, que não olha só para a própria manutenção, mas se abre à colaboração gratuita. Tudo isso, feito com a experiência de quem já muito contribuiu servindo a Vida Religiosa com disciplina e organização, de quem forma para se chegar à estatura de Cristo.

Mas, seu serviço e colaboração com a Vida Religiosa de Tefé não se restringe às qualidades já citadas. Consciente das necessidades tanto da Prelazia, quanto dos Institutos Religiosos no seu testemunho missionário, foi um grande incentivador da Vida Religiosa, acolhendo diversas Famílias Religiosas, como Bispo Prelatício. Incentivador, participante e pastor querido, promoveu, dentro do possível, a organização dos Religiosos e Religiosas em nível de Prelazia. Tefé juntamente com Manaus, tem sua representação como Regional da CRB sua colaboração.

Obrigado Dom Sergio pela confiança e reconhecimento que dá à Vida Religiosa em diversos serviços da Prelazia, bem como, em muitas comunidades e regiões, assim como fazes também a nossos irmãos leigos consagrados. A Prelazia de Tefé dessa maneira conhece uma grande diversidade de carismas, e formas da Vida religiosa e tudo isso tem a sua colaboração. Incentivador da Vida Religiosa e da diversidade de carismas dentro da Prelazia de Tefé, buscando fomentar uma vida religiosa equilibrada, servidora e trazer a riqueza espiritual da Vida religiosa para Tefé.

Por todo serviço e por todo o apoio prestado à Vida Religiosa de Tefé vos agradecemos, Dom Sergio, querido Pastor, amigo, sábio e companheiro de caminhada.

Tefé, 06 de fevereiro de 2013.

Cordialmente: Frei Carlos Alves de Oliveira

pelo Núcleo da CRB em Tefé – AM

A PASTORAL DA PESSOA IDOSA AGRADECE A DOM SERGIO

                          Dom Sergio, durante 14 anos e meio, fomos agraciados com sua presença em nosso meio. E somos gratos por isso. O senhor esteve conosco em nossas maiores realizações, por exemplo, a implantação da Pastoral da Pessoa Idosa, no ano de 2005, grande conquista e motivo de alegria para todos os idosos. Deus o abençoe nesta caminhada. E sempre estaremos rezando e torcendo pelo seu sucesso. 

Raimunda Alves Simão,

                        em nome do Grupo “Ser Feliz Não Tem Idade” e 

                       Pastoral da Pessoa Idosa da Prelazia de Tefé.

MENSAGEM A DOM SERGIO EDUARDO CASTRIANI da Infância, adolescência e juventude missionária da  Prelazia de Tefé

Dificilmente Deus escolheria qualquer pessoa para a missão

Ou enviaria a um lugar sem uma grande motivação

Missionário, diz sim ao Mestre, não importa o lugar ou nação.

Seu sim, D. Sergio, muito contribui com a animação missionária

Enfrentando banzeiros, lama, chuva, sol, barranco e praia

Resistindo as tempestades realiza sua consagração diária.

Garantindo a todos a Palavra e a Santa Eucaristia,

Indo aos lugares distante de nossa Prelazia

Orando sempre, a Jesus Cristo e a Virgem Maria.

Certamente que a nova missão que se aproxima

Apenas será em outro lugar, sendo próximo de nós, isso nos anima.

Simplesmente, em Manaus, continuará a missão por Deus confiada,

Terás sempre o carinho e o zelo para que a Palavras seja anunciada.

Realizarás o que for preciso para que Jesus seja conhecido,

Importante que o Reino de Deus seja anunciado e o pobre sempre bem acolhido.

Aceite nossos sinceros agradecimentos com votos de êxito em sua missão,

Não importa o lugar que esteja, pedimos a Deus que nunca esmoreça sua fé,

Isto é o que deseja a infância, adolescência e juventude missionária da Prelazia de Tefé!

HOMENAGEM DE DESPEDIDA DE DOM SERGIO EDUARDO CASTRIANI

Falar um pouco de Dom Sergio, nesta sua saída da Prelazia de Tefé, para assumir como metropolitano da Arquidiocese de Manaus  é reviver o trabalho que o mesmo desempenhou em nossa Prelazia, sem perder de vista a história de nossa Igreja Católica neste vasto e complexo rincão amazônico. Lembrando que ele é o 4º Bispo de nossa  Prelazia. Sendo sucessor de Dom Mário Clemente Neto, que sucedeu Dom Joaquim de Lange, este encabeçou várias renovações no trabalho de pastoral. Dom Sergio então teve outras, a grandeza de optar por formação de um clero autoctener, dando uma nova cara a esta Igreja local, saindo assim, em outra parte de uma dependência de padres que sempre foram de fora.

Com certeza foi mais um grande missionário que nossa Igreja teve, com dificuldades imprimiu uma metodologia de trabalho, continuando a valorização e a assistência  aos menos favorecidos e destacando sempre a importância do caboclo simples de nossa Prelazia. Não mediu esforços para conhecer todas as comunidades, por mais longe ou difícil que fosse o seu acesso. Com humildade e competência organizou a Cúria Prelatícia e nela reuniu o centro de administração dos trabalhos direcionados às Paróquias e às Pastorais. Homenagear Dom Sergio, é postar o avanço de uma Igreja que tem os pés no chão e uma identidade própria, é ter a sensação de um discípulo de Cristo em nosso meio, mas, principalmente é reconhecer e agradecer por tudo o que ele fez pelo engrandecimento do Reino de Deus em nossa Prelazia de Tefé.

Como a Igreja é uma, certamente a gestão de Dom Sergio fortaleceu a convicção da bondade de Deus para com seus filhos e seu envio para a Arquidiocese de Manaus, engrandece o espírito nos deixando honrados pela promoção devida.

        Tefé, 07 de fevereiro de 2013 – Dr. Claudemir Queiroz.

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA – JURUÁ

Dom Sergio, em nome da Paróquia Nossa Senhora de Fátima de Juruá, queremos lhe agradecer pela sua presença no meio de nós, pelas suas lindas palavras que nos tocava, pela sua humildade que tinha para com todos. Que Deus lhe abençoe nesta nova missão. Que o manto sagrado de Nossa Senhora lhe cubra com muitas bênçãos e que seja cada vez mais fortificado por Deus para continuar. Estes são os sinceros votos de agradecimentos do povo católico de Juruá. Paz e Bem, Dom Sérgio!                                                     Celionei Freitas

REGIÃO IV – MARAÃ E JAPURÁ AGRADECE A DOM SÉRGIO

            Como representante da área IV – Maraã e Japurá, penso que é uma grande perda a saída de Dom Sérgio da Prelazia de Tefé, pois, conhecendo-o de perto, tendo esse contato mais direto posso falar de como esse pastor conduziu bem esse rebanho, sem medir esforços para levar a evangelização a todos os povos e, principalmente aos mais pobres e esquecidos.

Observando-o como pessoa podemos ver claramente sua simplicidade; essa é uma qualidade dentre outras que o faz ser tão querido e respeitado por todos os que o cercam.

Obrigada Dom Sérgio por todos esses anos dedicados à Prelazia de Tefé, obrigada por cada visita que o senhor nos fez e fique certo de que esses anos não foram em vão…

Com estima, a Paróquia da Maraã e Japurá!

Rosana da Silva Santos, representante dessa Região no CPP

 FUNDAÇÃO DOM JOAQUIM E RÁDIO EDUCAÇÃO RURAL DE TEFÉ AGRADECEM DOM SERGIO

Juntando-se às despedidas feitas por todas as Pastorais, Movimentos, Paróquias e Comunidades, a Fundação Dom Joaquim e a Rádio Educação rural de Tefé também vêm agradecer ao seu bispo e presidente da Fundação por todo o apoio, os esforços, incentivos dados aos meios de comunicação da Prelazia de Tefé.         

Dom Sergio foi um convicto defensor da importância e necessidade da Rádio Educação Rural de Tefé para a realização da tarefa evangelizadora e promotora da organização das comunidades e da conscientização dos fiéis.

Sempre dizia que a Prelazia de Tefé já entregou os serviços de saúde e de educação prestados pelo Hospital e pelas Escolas durante longos anos pela Prelazia ao seu verdadeiro responsável e protagonista que é o Estado, mas a Rádio Educação Rural é um meio de comunicação importante e único para a Prelazia de Tefé, tanto foi a sua convicção sobre a necessidade e o significado para a comunidade em geral, por sua transparência e sua capacidade de manter institucionalmente o diálogo com as várias tendências presentes na comunidade e prelazia, assim como a capacidade de cultivar uma tolerância responsável.

Na prelazia Dom Sergio percebeu logo o efeito benéfico deste processo: usando o exemplo da canoa, Dom Sergio comparou a comunicação aos dois remos, necessários para tocar o barco que sobe a correnteza, devem desenvolver duas dimensões complementares; só assim, se manterá e chegará ao lugar certo.

A primeira dimensão é a busca de “integração” em favor da Pastoral de conjunto na Igreja; a segunda, é a construção de uma relação “missionária” da Igreja com todo o mundo. A Igreja é servidora; por isso, a Pastoral da Comunicação coloca-se como parceira de todos os que, pela comunicação, querem fazer uma sociedade mais solidária, justa e fraterna.

De acordo com Dom Sergio, os Documentos da Igreja Católica confirmam “a comunicação como um setor importante e necessário na evangelização, na educação da fé e no anúncio da Boa Nova a todas as pessoas (Doc. Aparecida N.485)”.

Dom Sergio também foi um ouvinte assíduo e crítico, acompanhava a programação da Rádio, seja em casa, no trabalho e, principalmente em suas viagens pastorais pelos rios da Prelazia, nos trazendo depois a confirmação que a Rádio continua sendo ouvida em muitas comunidades e localidades até as mais distantes e isoladas, cumprindo assim o seu papel de ferramenta para uma maior aproximação e intercâmbio, fazendo com que a comunidade caminhe junta, em direção a uma meta comum.

Obrigado, Dom Sergio e que continue apoiando os meios de comunicação nesta sua nova tarefa e continue nosso ouvinte especial.

Thomas Schwamborn

A PASTORAL DA SAÚDE AGRADECE

Quem caminha, um dia tem que partir. Pessoas lúcidas, comprometidas com a história e a mensagem cristã, não perdem tempo fixando o passado, requentando o ontem. Afinal, nosso compromisso é com o amanhã. Deus é alguém lá em frente. Suas promessas situam-se no horizonte. O passado pode atrasar a jornada, além de esconder os horizontes bons do futuro.

Um dia Jesus, fixou seu olhar em Dom Sergio, chamando-o lhe disse: O povo Manauara precisa de ti! Nós, agentes da Pastoral da Saúde de toda a Prelazia de Tefé, já estamos em oração, desejando-lhe uma feliz missão em sua nova jornada.

Raimundo Orin e Glória Freitas

CIMI DA PRELAZIA DE TEFÉ AGRADECE

           Ao nosso amigo e companheiro Dom Sergio. Saiba amigo que sentiremos muito sua falta. O seu apoio ao nosso trabalho missionário junto aos irmãos indígenas, com suas orientações, procuramos contribuir na luta contra injustiças cometidas, para com os povos indígenas, testemunhar e anunciar profeticamente a boa nova do Reino, a serviço dos projetos de vida dos povos indígenas, denuncia as estruturas de dominação, violência e injustiças, praticando o diálogo intercultural e inter-religioso e ecumênico, apoiando as alianças desses povos entre si e com os setores populares para a construção de um mundo para todos, igualitário democrático, pluricultural e em harmonia com a natureza, a caminho do reino definitivo.

E tudo isso se tornava mais leve quando tínhamos a certeza de que o senhor estava ao nosso lado, sendo solidário, amigo, irmão e rezando pelo bem estar de todos; cobrando-nos quando nós não estávamos sendo leais aos nossos compromissos missionários de ação e atuação junto aos povos indígenas, mas isso nos fortalecia e vai nos fortalecer e nos anima a continuar lutando.

Estamos sentindo muito a sua ida para a arquidiocese de Manaus e queremos dizer que as mudanças são difíceis e muitas vezes nos assustamos diante delas, mas o senhor não se assusta porque é um homem de fé, e saber que Nosso Senhor Jesus estará ao seu lado e quase sempre nos preocupamos com o que pode acontecer com a mudança.

Desejamos ao senhor muita paz, sucesso, felicidade e sabedoria para conduzir seu rebanho.

           

Raimundo, Francisca, Amaral, Fabiana, Fabio e Edvarde

A FAMÍLIA MILITAR NA GUARNIÇÃO

 DE TEFÉ PRESTA SUA HOMENAGEM A DOM SÉRGIO

No clima de despedida do nosso bispo Dom Sérgio Eduardo Castriani, nomeado pelo Papa arcebispo de Manaus, muitas são as homenagens que ele vem recebendo como reconhecimento de um profícuo e fecundo trabalho desenvolvido durante mais de 14 anos na Prelazia de Tefé.

Também a Família militar presente na Guarnição de Tefé, quis prestar homenagem ao nosso bispo Dom Sergio. Por iniciativa do general Paulo Sergio, realizou-se no dia 14 de fevereiro às 8h30min, uma formatura onde os militares puderam prestar uma vibrante e contagiante homenagem à sua pessoa, reconhecendo a importância pastoral e social da presença da Igreja nessa região da Amazônia.

A formatura também homenageou o dia do Serviço de Assistência Religiosa do Exército (SAREX), que aconteceu no dia anterior, por ocasião do centenário de seu patrono, Frei Orlando, capelão militar que morreu no serviço às tropas brasileiras que combateram na II Guerra Mundial.

O comandante da 16ª Brigada de Infantaria de Selva reconheceu a importância da parceria dessas duas instituições, que são as de maior credibilidade para o povo brasileiro: Exército e Igreja trabalham juntos no Médio Solimões.

A formatura foi marcada também pelas palavras de Dom Sergio, que testemunhou o quanto aprendeu com os militares desde que chegou à Prelazia de Tefé, vendo passar oito generais ao longo de seu pastoreio. Em suas palavras a todos exortou a continuarem fiéis no sentimento do dever cumprido, no amor à pátria e a partir dos valores do Evangelho a uma saudável convivência fraterna.

Depois de rezado o Pai Nosso, a formatura prosseguiu com o abrilhantamento dos militares em marcha, saudando o bispo em seus últimos dias à frente da Prelazia de Tefé, desejando-lhe felicidades e fecundidade no novo trabalho na Arquidiocese em Manaus.

                              Pe. Carlos Eduardo – Capelão Militar de Tefé

MUITO OBRIGADA AO NOSSO PASTOR

DOM SERGIO EDUARDO CASTRIANI

           Dom Sergio Eduardo Castriani, formado na Congregação do Espírito Santo e um dedicado pastor, foi nomeado arcebispo de Manaus (AM), pelo Santo Padre, o Papa Bento XVI no dia 12 de dezembro de 2012. Este SIM para o grandioso desafio é uma verdadeira demonstração de valor ao voto de obediência.

Durante muitos anos a Congregação do Espírito Santo desenvolveu com amor ao trabalho missionário em Manaus, especialmente nos bairros de São Raimundo, Santo Antônio e Glória.  Por isso, com a renúncia de Dom Luiz Soares Vieira, é louvável a indicação de um espiritano para conduzir a Igreja de Manaus.

É oportuno recordar um pouco da história dessa Congregação, tendo os primeiros espiritanos chegado em terras brasileiras (Belém-Pará) no dia 1º de dezembro de 1885, para assumir a formação do clero local no Seminário Menor do Carmo e de outros trabalhos pastorais, época em que a Igreja trabalhava em parceria com o Estado.

Em 1892 foi criada a diocese de Manaus com a presença do superior dos espiritanos, Pe. Xavier Liberman, que veio para a posse do primeiro bispo, Dom José Lourenço Aguiar.

Com uma grande insistência do bispo de Manaus, no dia 28 de março de 1897, o Superior Geral da Congregação autorizou o Pe. Xavier Liberman, sobrinho do falecido Pe. Francisco Libermann, a abrir uma casa em Manaus. Os primeiros espiritanos aportaram em Manaus. Os primeiros espiritanos aportaram em Manaus, no dia 23 de maio de 1897, e assumiram a Paróquia de São Sebastião, no  dia 06 de junho, festa de Pentecostes.

Por diversas dificuldades, inclusive a falta de padres, em 1993 a Congregação entregou as paróquias à Arquidiocese de Manaus, inclusive a Casa Paroquial, construída pela Congregação, no bairro de São Raimundo. No dia 14 de fevereiro do ano 2010 a mesma Congregação retorna suas atividades missionárias em Manaus na Paróquia Cristo Redentor, bairro Alvorada 3.

Dom Sergio Eduardo Castriani assumiu a Prelazia  de Tefé como titular, no dia 19 de outubro de 2000, com uma boa experiência missionária no Alto Juruá, trabalhos diversos no Centro-sul do Brasil e como conselheiro da Congregação do espírito Santo, em Roma.

No mês de janeiro de 2004, durante a “Assembleia Pastoral da Prelazia de Tefé”, foram traçadas as Diretrizes Gerais da ação Evangelizadora para aquela Prelazia com o tema “A Igreja que somos e queremos ser no coração da Amazônia” e o lema “Anunciar ousadamente o mistério do Evangelho” (Efésios 6,19), em consonância com o Objetivo Geral da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (2003-2006) que diz: “Evangelizar proclamando a Boa Nova de Jesus Cristo, caminho para a santidade, por meio do serviço, diálogo, anúncio e testemunho de comunhão, à luz da evangélica opção pelos pobres, promovendo a dignidade da pessoa, renovando a comunidade, formando o povo de Deus e participando da construção de uma sociedade justa e solidária, a caminho do Reino definitivo”.  E Dom Sergio conclui: Seguindo estas diretrizes queremos crescer em com a ousadia dos santos e profetas, cuja síntese para nós é Santa Teresa, a nossa padroeira.

Dom Sergio procurou sempre incentivar a Pastoral Vocacional.  Com a colaboração dos agentes de pastorais fez um trabalho intenso junto aos jovens, possibilitando a eles dedicação plena e total da vida à missão de anunciar Jesus Cristo, que é o Caminho, a Verdade e a Vida. Por isso cresceu o número de jovens que aspiram a essa entrega total, iniciando a preparação no Centro Vocacional, em Tefé, e os estudos de Filosofia e Teologia, em Manaus, no Seminário São José.

Para a alegria de todos os que têm abraçado essa grande causa, Dom Sergio ordenou, em 2009, dois presbíteros, que assumiram uma Paróquia, com muita animação e competência; no ano de 2010 realizou sete ordenações (quatro para o diaconato permanente e três sacerdotais); no ano de 2012 mais uma ordenação sacerdotal e um diaconato.

Todavia, esse trabalho de formação presbiteral é de alto custo, mas a Prelazia teve uma experiência positiva, em 2009, envolvendo, também, as paróquias, comunidades, pastorais e movimentos no processo de colaboração, uma vez que a formação presbiteral é responsabilidade de todos os cristãos. E Dom Sergio sempre insistiu em dizer que “se queremos padres bem preparados, precisamos investir”.

Podemos dizer, com alegria, que a Igreja particular de Tefé, ao longo desses 115 anos de caminhada, vem anunciando de forma ousada o mistério do evangelho e escreveu páginas inesquecíveis de sua história, implantando toda infraestrutura necessária para o progresso das cidades no campo educacional, da saúde, da comunicação, setor social e muitas outras preocupações, ajudando o homem a crescer espiritualmente e ter o direito de viver  numa sociedade justa e fraterna, tendo à frente Monsenhor Alfredo Barrat, Dom Joaquim de Lange, de saudosa memória, Dom Mário Clemente Neto e Dom Sergio Eduardo Castriani.

Durante 14 anos à frente da Prelazia, Dom Sergio Eduardo Castriani esforçou-se na criação e animação de Comunidades, construção de uma sociedade mais justa e fraterna, apoio à conservação do meio ambiente e educação ambiental, uma liturgia mais viva e atuante, uma Igreja que caminhe com seus próprios pés nas suas estruturas de participação e no financiamento de suas atividades.

Li nos jornais de Manaus a entrevista com Dom Sergio, onde fala que a Arquidiocese de Manaus é um novo desafio nos seus 37 anos de sacerdócio. Ele sente gratidão a Deus e à Igreja por terem confiado nele, mas sente dor imensa em ter que deixar a Prelazia de Tefé. Entretanto, ele tem certeza de que não estará só, e viverá a nova missão em comunhão com uma multidão de homens e mulheres que partilham com ele a mesma fé e os seguimentos de Jesus Cristo na Igreja Católica.

Agradeço a Deus por ter enviado e abençoado sempre os nossos missionários bispos, padres, irmãos, religiosas e leigos que trabalharam e ainda trabalham na Prelazia de Tefé, ora animando, ora evangelizando e defendendo os que não têm voz e nem vez.

Igualmente, agradeço ao Dom Sergio, por ter dado continuidade às obras dos seus antecessores e ter servido ao povo da Prelazia de Tefé, com ardor missionário, fidelidade, coragem, fé e vivo sentimento de unidade. Enquanto Tefé chora, Manaus sorri pela grande graça de receber o Pastor tão esperado, que iluminado pelo Espírito Santo terá a Sabedoria para dar continuidade aos trabalhos do tão querido Dom Luiz Soares Vieira.

            Raimunda Gil Schaeken é tefeense, professora aposentada, membro efetivo da Academia de Letras, Ciências e Artes do Amazonas e da Associação dos Escritores do Amazonas.

A PASTORAL DO MENOR AGRADECE

Há 10 anos nascia a Pastoral do Menor na Prelazia de Tefé, através de um pedido de D. Sérgio feitos as Irmãs Franciscanas Missionárias de Maria, ele mesmo viu que era preciso direcionar um olhar diferenciado às crianças e adolescentes que se encontravam em situação de risco e vulnerabilidade social. E assim iniciou os trabalhos que com o apoio atencioso de D. Sérgio foi conquistando seu espaço na sociedade. Nestes anos de caminhada não tivemos somente um bispo, mais sim um amigo, conselheiro e acima de tudo um apaixonado e preocupado com a criança e adolescente da Prelazia. Obrigada D. Sérgio, pelo incentivo, dedicação e amor pelos preferidos de Deus, afinal de contas foi o próprio Jesus que disse: “Quem acolhe um desses pequeninos em meu nome, a mim estará acolhendo”. Tudo se resume em “GRATIDÃO”.

Marcia Maria de Souza Miranda

CATEDRAL SANTA TERESA AGRADECE

Ao Dom Sergio que esteve conosco nestes 14 anos, sempre agiu como um verdadeiro e fiel soldado de Cristo, conduzindo se rebanho no caminhar de fé, doação, compromisso, amizade, justiça e paz.

Com muito carinho e gratidão a equipe de Liturgia da Catedral Santa Teresa, deseja-lhe nessa nova missão, que no seu caminho, nunca lhe falte a Luz de Cristo, paz, saúde e muitas felicidades. E por todo o trabalho e dedicação, um muito obrigado de coração!

Equipe de Liturgia da Catedral Santa Tereza – Tefé 

COMUNIDADE DE SANTO ANTONIO DO IPAPUCU AGRADE A DOM SERGIO

Queremos agradecer a Dom Sérgio, pelos anos que viveu conosco. Nós lhe agradecemos esse carinho, amor e afeto que o senhor teve por nós.

Dom Sérgio, Deus ilumine sua caminhada! Já na Arquidiocese de Manaus, sempre estaremos rezando por você; que você esteja feliz nessa nova etapa de trabalho.

Nós, Ribeirinhos ficamos muito tristes com sua saída, mas entendemos que Deus decide  o que a gente tem que fazer, porque esse projeto é de Deus: Estar a serviço dos irmãos e irmãs.

Dom Sérgio, tudo o que você fez, foi muito bom para as pessoas, principalmente as pessoas do interior, dedicando a sua vida pelo interior. Isso foi a coisa mais bonita que o senhor fez, conhecendo o sofrimento do povo, e levando a Palavra a quem estava caindo e desistindo da vida.  No Encontro Intersetorial do Arraia, você foi o Mestre. Obrigado por tudo!

Pinheirinho – Animador de Setor e Líder Ribeirinho

PROVÍNCIA DAS IRMÃS DE SANTA CATARINA  SULBRASILEIRA SAÚDA DOM SERGIO EDUARDO 

Estimado Dom Sergio!

A Congregação das Irmãs de Santa Catarina da Província Sul-brasileira participa há mais de 30 anos da missão  na Prelazia de Tefé. Um grande número de Irmãs, enviadas, doaram suas vidas, caminhando junto ao povo sofrido e demais missionários e missionárias daquela Igreja.

Nestes últimos quatorze anos e meio fizemos parte do seu pastoreio como bispo prelado da Prelazia.

Quero, em nome de toda a Província das Irmãs agradecer  seu empenho missionário e sua presença e participação na caminhada evangelizadora e missionária das irmãs.

Agradecemos também por ter acolhido o nosso convite  em vir conhecer nossa sede Provincial e participar de um momento significativo de nossa Congregação: a celebração dos 400 anos de morte da B. Regina Protmann e a celebração do nosso jubileu de ouro de Vida Consagrada, destacando Ir. M. Isabel Cassamalli, à qual foi uma das pioneiras de nossa missão na Prelazia de Tefé.

Dom Sergio, lhe acompanharemos em sua nova missão na arquidiocese de Manaus, através da oração e nossa presença através das Irmãs na comunidade pastoral do B. Educandos e  comunidade formativa no Bairro Lírio do Vale.

Que a Graça e o Amor de Deus sejam os condutores de seu coração de Pastor e que  o Espírito Santo ilumine cada passo de sua vida e  ministério episcopal para que possa viver e agir “COMO DEUS QUER”(B.M.Regina!)

Nossa saudação fraterna!

 Ir. Maria Armela Rhoden

 Coordenadora Provincial

 COM ALEGRIA E GRATIDÂO

Dom Sergio!

Em Provérbios 22,1 diz: o bom nome vale mais que muita riqueza; ser estimado é melhor do que ter prata e ouro. O senhor é digno, estimado, culto e muito sábio. Tenho grande admiração, carinho e gratidão pela sua amizade, não só de patrão e empregada, mas também familiar. Sentirei saudades dos seus ensinamentos na hora do cafezinho e nas minhas dúvidas que recorria ao senhor. Lembrarei sempre das três coisas que não podemos perder, que o senhor dizia: o bom nome, a família, a saúde.

O amor e a alegria são os elementos básicos para conquistarmos amizades e as conservarmos. Isso o senhor sabe fazer muito bem, correspondendo à confiança que Deus depositou no senhor, quando lhe entregou as capacidades de que dispõe, para que as desenvolvesse e pusesse em prática.

Nesta nova missão, continue dando a mão a cada criatura que se lhe aproximar, dizendo sempre uma palavra de conforto e carinho, tenha para todos um sorriso de bondade, e a verdadeira felicidade passará a constituir seu clima permanente de vida. Deixe que sua alegria brote do íntimo de seu coração bom e generoso. Obrigado por tudo, Dom Sergio e que o Espírito Santo lhe proteja sempre, mas volte um dia. Abraços.                                             Maria Oneide Matias Serzedelo

 SAUDAÇÃO DA IGREJA EVANGÉLICA  ASSEMBLÉIA DE DEUS

Dom Sergio Eduardo Castriani, homem abnegado, de espírito manso e personalidade ímpar. Quatorze anos de dedicação e empenho espiritual e social frente a Prelazia de Tefé, envolvendo não somente a comunidade católica como também toda a população tefeense, que reconhece com gratidão o honroso trabalho desenvolvido ao longo desses anos.

Foi muito prazeroso ter sua amizade e estar ao seu em todas as atividades que foram realizadas nas Instituições Tefeenses. Sua serenidade, sabedoria e a luz que brilha através de sua vida denotam o perfil do homem que faz a diferença em qualquer lugar.

O momento não apenas de reconhecimento e agradecimento mas de petições para que sua vida e seu ministério continuem coroados de bênçãos multiplicadas por muito sucesso por onde quer que vá.  Deus seja louvado por sua vida.

            Pr. Antônio Tavares de Oliveira

Presidente da IEAD – Tefé – AM

AS IRMÃS FRANCISCANAS MISSIONÁRIAS DE MARIA  HOMENAGEIAM DOM SÉRGIO EDUARDO CASTRIANI

             “Habitou entre nós” – Lema de nosso querido Dom Sérgio, e trajetória de uma vida vivida juntos como Prelazia, Congregação do Espírito Santo e Franciscanas Missionárias de Maria.

Gratidão, amizade, carinho, empatia e partilha foram vividos no cotidiano e nos momentos em que estivemos juntos como seja: eucaristia, celebrações de fraternidade, assembleias, reuniões, encontros familiares, na residência das irmãs ou no seminário.

As palavras ficam pequenas para expressar os sentimentos que habitam em nós, para dizer TUDO o que temos no coração. Por isso, saiba que o que vivemos juntos está no coração e na nossa vida e que seguiremos caminhando juntos na mesma direção, sendo fieis ao nosso chamado de anunciar o Reino de Deus, apaixonados por Jesus e seu Projeto de vida.

Obrigada, Dom Sérgio por nos acompanhar como amigo, irmão, companheiro e Bispo.

Seguiremos lhe acompanhando com nossa oração, amizade e fraternura.

Suas Irmãs as Franciscanas Missionárias de Maria de Tefé.

Ir. Esperanza Herrera Abad, Fmm

PASTORAL DA JUVENTUDE REALIZA SUA 8ª ASSEMBLÉIA NA PRELAZIA
A Pastoral da Juventude da Prelazia de Tefé realizou, nos dias 23 a 27 de janeiro de 2013 a sua 8ª Assembléia, nas dependências do Centro de Pastoral Irmão Falco, em Tefé. Foram aproximadamente 140 jovens reunidos vivendo em clima de fé e grande alegria este momento de Encontro. Ao longo dos dias foram aprofundados diversos temas, especialmente no que se refere a Campanha da Fraternidade 2013 com o tema: Fraternidade e Juventude e o Lema: Eis-me aqui, envia-me! Também foi eleita a nova Coordenação para os próximos três anos. Foi eleito entre os jovens o Secretário Executivo, Robson Freitas da Silva, da Paróquia de Juruá. Ele também representará a Pastoral da Juventude da Prelazia no regional Norte I. Entre os cinco assessores eleitos, representantes das cinco regiões pastorais, foi escolhido Pe. Victor Ferros CSSp como Secretário  dos assessores e referência na Prelazia e Regional Norte I. A 8ª Assembleia teve seu encerramento na Catedral Santa Teresa com a Celebração Eucarística de envio.

PRELAZIA DE TEFÉ RECEBE MAIS DOIS PRESBÍTEROS E UM DIÁCONO PERMANENTE

DA IGREJA LOCAL 

Dom Sergio Eduardo Castriani, antes de partir para a nova missão ordena, Presbíteros os diáconos: Marcos Pereira Siqueira e Antônio Carlos Libânio Fernandes Filho. Também ordena o Raimundo Orin Barbosa, como Diácono Permanente.

A Celebração Eucarística e as cerimônias de Ordenação acontecem no dia 17 de fevereiro de 2013, às 19h30min, na Catedral Santa Teresa.

Pe. Marcos escolheu como Lema: “Senhor, tu sabes tudo, tu sabes que eu te amo” (Jo 21,17); Pe. Antonio Carlos escolheu como Lema de sua ordenação: “Pela Graça de Deus sou o que sou” (1 Cor 15,10) E o Lema de Raimundo Orin, é: “O Bom Pastor dá Vida por suas ovelhas.” (Jo 10,11).

Agradecemos a Deus o dom da sua vocação e rezamos por sua fidelidade no ministério que lhe será confiado pela Igreja.

 “SÓ DEUS BASTA!”

Dom Sergio, invocamos a intercessão de Santa Teresa, nossa Padroeira, sobre o senhor e sua nova missão!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s