JAPURÁ – AM – Paróquia Nossa Senhora Aparecida

Prelazia de Tefé – AM – Norte I CNBB

ABRIR CAMINOS NOVOS

Deixe um comentário

Estimados Irmãos e Irmãs!
Segue em anexo a partilha de nossos Irmãos que fielmente nos auxiliam em
nosso enriquecimento espiritual.
Nossa gratidão!
Desejo-lhes fecunda missão com a Palavra neste tempo tão especial em quie
a “voz no Deserto” nos apela à conversão!
Com estima fraterna,
Ir. M. Liani Postai
Prelazia de Tefé – AM

 

ABRIR CAMINOS NOVOS

Pe. José Antonio Pagola.     Tradução: Antonio Manuel Álvarez Pérez

Os primeiros cristãos viram na atuação do Baptista, o profeta que preparou decisivamente o caminho a Jesus. Por isso, ao longo dos séculos, o Baptista converteu-se numa chamada que nos continua a urgir para preparar caminhos que nos permitam acolher a Jesus entre nós.

Lucas resumiu a Sua mensagem com este grito tomado do profeta Isaías:“Preparai o caminho do Senhor”. Como escutar esse grito na Igreja de hoje? Como abrir caminhos para que os homens e mulheres do nosso tempo possam encontrar-se com Ele? Como acolhe-Lo nas nossas comunidades?

O primeiro é tomar consciência de que necessitamos de um contato muito mais vivo com a Sua pessoa. Não é possível alimentar-se só de doutrina religiosa. Não é possível seguir a um Jesus convertido numa sublime abstração. Necessitamos sintonizar vitalmente con Ele, deixar-nos atrair pelo Seu estilo de vida, contagiar-nos pela Sua paixão por Deus e pelo ser humano.

No meio do “deserto espiritual” da sociedade moderna, temos de entender e configurar a comunidade cristã como um lugar onde se acolhe o Evangelho de Jesus. Viver a experiência de nos reunirmos crentes, menos crentes, pouco crentes e, inclusive, não crentes, em torno do relato evangélico de Jesus. Dar a Ele a oportunidade de que penetre com a Sua força humanizadora nos nossos problemas, crises, medos e esperanças.

Não temos de esquecer. Nos evangelhos não aprendemos doutrina académica sobre Jesus, destinada inevitavelmente a envelhecer ao longo dos séculos. Aprendemos um estilo de viver realizável em todos os tempos e em todas as culturas: o estilo de viver de Jesus. A doutrina não toca o coração, não converte nem apaixona. Jesus sim.

A experiência direta e imediata com o relato evangélico não nos faz nascer a uma fé nova, não por via de “doutrinamento” ou de “aprendizagem teórico”, mas pelo contato vital com Jesus. Ele ensina a viver a fé, não por obrigação mas por atração. Faz-nos viver a vida cristã, não como dever mas como contágio. Em contato com o evangelho recuperamos a nossa verdadeira identidade de seguidores de Jesus.

Recorrendo aos evangelhos experimentamos que a presença invisível e silenciosa do Ressuscitado adquire rasgos humanos e ganha voz concreta. Rapidamente tudo muda: podemos viver acompanhados por Alguém que dá sentido, verdade e esperança na nossa existência. O segredo da “nova evangelização” consiste em colocar-se em contacto direto e imediato com Jesus. Sem Ele não é possível gerar uma fé nova.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s